As ferramentas de assessment podem ser um poderoso recurso para os coaches.

Uma boa análise de perfil traz informações valiosíssimas a respeitos dos talentos e oportunidades de melhoria do coachee.

Um bom momento para a utilização de um instrumento de assessment é antes do início das sessões de coaching, da mesma forma que um médico pede exames para seu paciente antes de receitar algum tipo de intervenção.

O coach pode desta forma começar a primeira sessão já com um vasto conhecimento a respeito do coachee, o que pode acelerar e muito o alcance das metas desejadas.

Os exames de diagnóstico, entrevista e experiência do médico, trazem informações que em conjunto fornecem a segurança necessária para um plano de melhoria de saúde.

Podemos abrir um paralelo muito claro entre médico e coach, ambos trabalham para contribuir para a evolução de seus respectivos clientes.

Porém, existe uma diferença bem grande, a medicina é uma profissão muito antiga, que remonta ao menos à época de Hipócrates, considerado o pai da medicina, que viveu a quase 2500 anos atrás, enquanto que o coaching começou a ganhar força no mundo dos negócios na década de 60, sendo que ainda não é uma profissão regulamentada, da mesma forma que a medicina um dia também não foi.

O praticantes do coaching podem aprender muito com a história da evolução da medicina, um dos aspectos importantes a serem considerados é a evolução dos diagnósticos, para trazer mais segurança para as decisões.

Boas ferramentas de assessment, quando à serviço do coach, podem inclusive contribuir para um correto alinhamento de expectativas entre o que o coachee deseja e aquilo que realmente pode ser alcançado, ajustando situações onde o coachee pode estar se sub ou super estimando.

Os exames de diagnóstico estão para os médicos da mesma forma que as ferramentas de assessment estão para os coaches, contribuindo para o bem e evolução de pacientes e coachees, respectivamente.

Autor: Alexandre Ribas

 

jul, 17, 2015

  Artigos

0

CURTA